O desejo de comprar um carro ou uma moto pode ser conquistado por meio de um consórcio. O planejamento é essencial para que você analise a melhor carta de crédito, o tempo de investimento e os fatores da contemplação.

Alguns dos grandes diferenciais do consórcio são a ausência de juros, o poder de compra à vista e a diversidade de planos que permitem escolher os melhores valores de parcela de acordo com cada bolso.

Outro diferencial do Consórcio Servopa é que as cartas de crédito dos veículos, tanto carro quanto moto, podem ser trocadas. Ou seja, se você estiver em um grupo de carro com um valor de carta X, não necessariamente será preciso comprar um carro – você poderá adquirir uma moto também, se preferir. Porém antes de fazer qualquer negociação é imprescindível verificar o contrato com um consultor, além das regras do seu grupo.

Confira alguns passos importantes:

Em primeiro lugar é importante definir qual o valor do bem que deseja comprar. Não é necessário definir um modelo específico, mas sim a faixa de preço. Depois disso, é hora de procurar uma administradora de consórcios que disponibilize o crédito desejado dentro do prazo que você pode esperar para comprar. Por exemplo, se você definiu que deseja comprar um veículo de R$ 40 mil e que pode esperar até 60 meses, o ideal é buscar um plano com a mesma faixa de crédito e período de duração.

Para a contemplação existem duas modalidades: sorteio e o lance. O sorteio acontece uma vez ao mês, onde todos que estão ativos no grupo podem ser sorteados. Já o lance é a oferta de antecipação de prestações, em que o valor mais alto oferecido ganha a carta de crédito. Vale lembrar que o valor da sua carta de crédito é atualizado até a sua contemplação. Dessa forma, seu poder de compra estará garantido mesmo que o valor do veículo desejado tenha aumentado quando você for contemplado.

Ao receber o valor do crédito, você terá a total liberdade para comprar o bem, seja carro ou moto, novos ou seminovos, importando apenas as orientações contratuais da administradora. É possível comprar um bem de valor maior do que sua carta de crédito, desde que você fique responsável pelo pagamento da diferença. Caso adquira um bem de menor valor, você pode utilizar a diferença (até 10% do valor do crédito) para fazer o pagamento de despesas referentes a registros da garantia ou seguro do veículo.