No momento em que se decide comprar um bem, as opções mais procuradas são o consórcio ou financiamento, tanto para imóveis quanto para veículos. Porém, mesmo que o financiamento seja a mais procurada, o segmento de consórcios vem ganhando cada vez mais espaço por ser uma opção mais flexível.

E em meio a estas opções, é normal ficar em dúvida em qual delas é mais segura para investir, já que um investimento alto requer planejamento. Por isso, separamos as principais vantagens de um consórcio e comparamos com o financiamento.

Confira o post até o final para saber qual a melhor opção para você e suas necessidades.

Como funciona um consórcio?

O consórcio tem sua origem etimológica no latim, e significa “associação”, “parceria”. É por isso que ele é conhecido como uma modalidade que reúne um grupo de pessoas interessadas em comprar determinado bem. Ou seja, é a união do grupo que dá as condições necessárias para que cada integrante alcance seu objetivo final: a aquisição de um bem ou serviço.

Para conseguir gerenciar todo esse processo, o dinheiro e as assembleias, existem as empresas administradoras de consórcio. Elas devem ser autorizadas pelo Banco Central e cobram uma taxa administrativa, o que permite as condições necessárias para que todos os participantes sejam contemplados no momento certo e dentro das regras.

Quais as vantagens do consórcio?

Esta é uma modalidade de compra programada que permite a aquisição de um bem de alto valor de forma parcelada. Os principais benefícios para quem é um consorciado são:

1. Poder de compra à vista

Uma das principais vantagens para quem está em um consórcio é poder fazer a compra à vista através da carta de crédito. Assim, é possível aumentar seu poder de compra e conseguir melhores condições de negociação para fechar o negócio.

2. Flexibilidade para uso do crédito

Como é necessário esperar a contemplação, você tem tempo de escolher com calma o que vai comprar. Por isso, ao ter acesso a carta de crédito você tem total flexibilidade para adquirir aquilo que deseja - dentro da modalidade e valor contratado. Por exemplo, se você optou por um consórcio para adquirir um carro seminovo, na contemplação é possível escolher o modelo e marca que mais gosta. 

3. Taxas bem menores

Não há incidência de juros nas parcelas da sua cota, e só este benefício já alivia muito as contas já que o pagamento mensal geralmente fica menor do que em outras modalidades. As únicas taxas que entram na somatória final são a de Fundo Comum, taxa administrativa e, caso opte, o seguro de vida dos participantes.

4. Valor sempre atualizado

Por ser um investimento a longo prazo, é normal que os preços se alterem. Para evitar que seu poder de compra diminua enquanto a contemplação não sai. As administradoras realizam o reajuste da sua carta de crédito periodicamente. Assim, mesmo que haja oscilações na moeda e inflação, o valor investido está blindado até o momento da aquisição.

5. Permite um planejamento financeiro prévio

Como o consórcio é um investimento a longo prazo, o consorciado consegue se organizar financeiramente para que o valor da parcela entre dentro do orçamento durante este período. Isso porque mesmo após a contemplação, ainda é preciso continuar pagando as parcelas até o final.

Como funciona um financiamento?

O financiamento funciona como um empréstimo solicitado junto a uma instituição financeira. Eles liberam uma determinada quantia que serve para pagar o valor do bem a ser adquirido e a pessoa paga este empréstimo de forma parcelada.

Normalmente na soma das prestações, há incidência de juros que podem ser altos e acabar duplicando o valor final do bem que foi financiado. As taxas de juros variam dependendo de cada instituição financeira. Esta é uma opção muito utilizada na compra de como imóveis e veículos. 

Afinal, quais são as vantagens do financiamento?

Quando o cliente não tem o valor total para quitar o bem à vista é de costume que  opte por essa modalidade de crédito. Assim, conforme a análise de crédito realizada pela instituição financeira, ele pode comprar o que deseja e pagar as parcelas mensalmente. Alguns benefícios do financiamento são:

1. Aquisição imediata do bem

Se a sua ficha for aceita, é possível levar o bem quase que de imediato. Porém, é importante verificar se no plano de pagamento à instituição não solicita o valor de entrada, que gira em torno de 10% a 20% do valor do bem. Por isso, mesmo para quem não tem o valor total, é importante já estar organizado financeiramente para poupar a porcentagem solicitada. Existe a possibilidade de financiar 100% do valor, porém, o tempo e os juros são ainda maiores neste caso.

2.  Permite se organizar financeiramente

Ao fazer um financiamento, você se compromete a separar o valor da parcela, mensalmente, para realizar o pagamento. Isso possibilita que você tenha um planejamento financeiro para programar seu orçamento e evitar dívidas. 

3. Adiantamento das parcelas

Se você está conseguindo guardar dinheiro de forma paralela ao pagamento das prestações, é possível adiantar algumas parcelas. Essa opção, no entanto, também é possível no consórcio. Vale frisar que mesmo adquirindo o bem, enquanto o pagamento completo não for realizado, o bem está alienado junto à instituição financeira.

Fica claro que escolher entre o financiamento e o consórcio é algo que envolve um planejamento prévio e muita organização financeira. É por isso que você precisa avaliar com cuidado as condições necessárias para arcar com as parcelas e se você tem a necessidade de obter o bem de imediato. No Consórcio Servopa, você pode fazer uma simulação para se planejar financeiramente e fazer esse processo de análise sem compromisso, é só clicar aqui.